Home

Exhibitions

Artists

Collection

Gallery

Shop

Descriçäo Imagem

Mural Playground, grés com pigmentos metálicos

Com grande apetência para as formas de expressão plástica, Carmina Anastácio, descobriu na cerâmica uma matéria com muitas possibilidades de realização na escultura, pintura e no design, áreas nas quais incidem as suas pesquisas.
O projeto «eXistenZforms» e outras estórias" é uma representação metamórfica das relações sociais, entre o mundo real e o seu imaginário.
A aparência gráfica da composição, com figuras e símbolos surge como uma escrita simplificada e dinâmica, descritiva de atitudes e comportamentos.
No mural intitulado «Playground» representa uma espécie de recreio onde as figurações jogam entre si e interagem em movimentos aleatórios.

Carmina Anastácio

Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem

S/ título, grés c/ pigmentos metálicos, 18x34x1cm, 2021

Untitled, stoneware with metalic pigment, 18x34x1 cm, 2021

S/ título, grés c/ pigmentos metálicos, 28x23,4x1cm, 2021

Untitled, stoneware with metalic pigment, 28x23,4x1 cm, 2021

S/ título, grés c/ pigmentos metálicos, 22x29,5x1, 2021

Untitled, stoneware with metalic pigment, 22x29,5x1 cm, 2021

S/ título, grés c/ pigmentos metálicos, 15x23x1 cm, 2021

Untitled, stoneware with metalic pigment, 15x23x1 cm, 2021

S/ título, grés c/ pigmentos metálicos, 21x42x1cm, 2021

Untitled, stoneware with metalic pigment, 21x42x1 cm, 2021

Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem

S/ título, grés c/ pigmentos metálicos, 30x42x1cm, 2021

Untitled, stoneware with metalic pigment, 30x42x1cm, 2021

S/ título, grés c/ pigmentos metálicos, 36x33x1cm, 2021

Untitled, stoneware with metalic pigment, 36x33x1 cm, 2021

S/ título, grés c/ pigmentos metálicos, 37x24x1cm, 2021

Untitled, stoneware with metalic pigment, 37x24x1 cm, 2021

S/ título, grés c/ pigmentos metálicos, 34x34x1cm, 2021

Untitled, stoneware with metalic pigment, 34x34x1 cm, 2021

S/ título, grés c/ pigmentos metálicos, 16x29,5x1cm, 2021

Untitled, stoneware with metalic pigment, 16x29,5x1 cm, 2021

Carlos Andrade

“… A fabricação, que é o trabalho do homo faber, consiste em reificação. A solidez, inerente a todas as coisas, até mesmo as mais frágeis, resulta do material que foi trabalhado; mas esse mesmo material não é simplesmente dado e disponível, como os frutos do campo e das árvores, que podemos colher ou deixar em paz sem que com isso alteremos o reino da natureza. O material já é um produto das mãos humanas que o tiraram da sua localização natural, seja aniquilando um processo vital, como no caso da árvore que tem de ser destruída para que se obtenha a madeira, seja interrompendo algum dos processos mais lentos da natureza, como no caso do ferro, da pedra ou do mármore, arrancados do ventre da terra. Este elemento de violação e de violência está presente em todo processo de fabricação, e o homo faber, criador do artificio humano, sempre foi um destruidor da natureza.»

Hannah Arendt

ARENDT, Hannah, A condição humana, Editora Relógio d´Água, 2001

Descriçäo Imagem

s/título (série dead nature),  mármore de Pardais (Vila Viçosa) e madeira, 344x18x10 cm, 2021

Untitled (dead nature serie), marble from Pardais (Vila Viçosa) and wood, 344x18x10 cm, 2021

Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem

S/título, mármore de Pardais (Vila Viçosa), 23x23x11,5 cm, 2020

Untitled, marble from Pardais (Vila Viçosa),  23x23x11,5 cm, 2020

S/título, mármore de Pardais (Vila Viçosa), 23x23x8 cm, 2020

Untitled,marble from Pardais (Vila Viçosa),  23x23x8 cm, 2020

S/título, mármore de Pardais (Vila Viçosa), 23x23x11,5 cm, 2020

Untitled,marble from Pardais (Vila Viçosa),  23x23x11,5 cm, 2020

S/título, mármore de Pardais (Vila Viçosa), 23x23x9 cm, 2020

Untitled,marble from Pardais (Vila Viçosa),  23x23x9 cm, 2020

S/título, mármore de Pardais (Vila Viçosa), 18x18x8,5 cm, 2020

Untitled,marble from Pardais (Vila Viçosa),  18x18x8,5 cm, 2020

Helga Stüber-Nicolas

Helga Stüber-Nicolas não usa os lápis de cor para escrever, ou desenhar. O lápis é a sua matéria-prima.

A artista presta especial atenção à criação de esculturas gráficas: afia os lápis com minúcia ao longo de muitas horas de trabalho. Cola camadas desse delicado material, organizado em diferentes estratos, em grandes esferas. A fina linha de tinta no bordo de cada apara de madeira é componente essencial: com a cor, o objeto torna-se mais tangível.

As esferas podem evocar planetas com ordem e caos, correntes de energia, em que os opostos estão em tensão permanente; a esfera negra e branca passa da melancolia para a felicidade.

Helga destroi os lápis para criar e mostra-nos que o material pode ser retirado da natureza e voltar a reintegrar-se de outra forma: a arte.

Os objetos têm como finalidade levar as pessoas a refletir sobre a fragilidade da matéria e a tomar consciência da transitoriedade da nossa existência.

No mundo contemporâneo, virtual, o tradicional lápis de cor é um objeto abandonado que mesmo assim nos pode deixar traços impressionantes.

Esse processo criativo “lento” é o oposto do atual tempo social, zapping.

 

Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem

Esfera branco e preto, aparas de lápis, Ø 20 cm

Black and white sphere, pencil shavings, Ø 20 cm

Esfera azul, aparas de lápis, Ø 30 cm

Blue sphere, pencil shavings, Ø 30 cm

João Castro Silva

VANITAS VANITATUM ET OMNIA VANITAS
Excesso, consumo, decadência e futilidade. Perenidade dos prazeres mundanos, vazio das ostentações e engano pelo apego aos bens materiais. 
Depuração, contenção e equilíbrio compositivo por contraste ao acúmulo. É uma crítica a este mundo hedónico de materialismos primários, doentiamente consumista e fetichista.
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem

S/título, madeira, 95x62x17 cm, 2019 

Untitled, wood, 95x62x17 cm, 2019

S/título, madeira, 94x83x17 cm, 2019 

Untitled, wood, 94x83x17 cm, 2019

S/título, madeira, 93x69x17 cm, 2019 

Untitled, wood, 93x69x17 cm, 2019

Lúcia David

A vida humana entrou em retiro e aprisionamento. Essa é a minha vivência quase há uma década. Distância social e lavar as mãos constantemente é o meu normal porque trabalho com cola tóxica e papéis velhos e ácidos. Nada de novo, apenas uma forma saudável de habitar o meu  estúdio-casulo. A criatividade nunca é coartada e acontece ao ritmo das notícias de última hora que entram no meu espaço mental, uma constante absorção de conhecimento pelas palavras ditas em comunicações politicas ou científicas oficiais e em tempo real, palestras, conferências, entrevistas ou documentários. 

No meu estúdio o ar está sempre repleto de temas e histórias e de fragmentos da interação de outras pessoas com a vida.

Não vivo propriamente a vida, apenas “escuto” sobre a vida dos outros, absorvo sons vivos da natureza e perceciono o pulsar da energia do planeta. Aplico toda essa informação nas peças que desenvolvo.

“Missing Out” é o resultado desse processo de distanciamento que me permitiu espaço para observar e escutar, transformando-me numa ininterrupta “fazedora”.

 

Lúcia David 2020

Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem

Scoop,  mdf, papel, cola, agrafos, 26x26x10 cm, 2020.

 

Scoop, mdf wood, paper, glue, staples,  26 x26 x 10 cm, 2020

World wide eruption , papel, madeira e cola, 27x27x12 cm, 2018. 

World wide eruption,paper, wood, glue, 26x26x11 cm

World wide eruption , papel, madeira e cola, 27x27x12 cm, 2018. 

World wide eruption,paper, wood, glue, 26x26x11 cm

World wide eruption , papel, madeira e cola, 27x27x12 cm, 2018. 

World wide eruption,paper, wood, glue, 26x26x11 cm

Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem

Angelfish

papel, fio de tecido, cola , sobre grade  de madeira 28x28x14 cm, 2020

Angelfish, 

paper beads, thread, glue, wooden frame, 28x28x14 cm, 2020

Pandaus

papel, fio de tecido, cola , sobre grade  de madeira 28x28x14 cm, 2020

Pandaus, 

paper beads, thread, glue, wooden frame, 28x28x14 cm, 2020

Srimp plasticus, 

papel, fio de tecido, cola , sobre grade  de madeira 28x28x14 cm, 2020

Srimp plasticus, , 

paper beads, thread, glue, wooden frame 28x28x14 cm, 2020

Krill, 

papel, fio de tecido, cola , sobre grade  de madeira 28x28x14 cm, 2020

Krill,  

paper beads, thread, glue, wooden frame 28x28x14 cm, 2020

Martim Santa Rita

O artista revela o seu interesse e escolha pela modelagem em cerâmica como meio expressivo pelo facto de o barro ser um material que pode ser trabalhado diretamente com as mãos. A realização pode ser muito táctil e intuitiva quando se domina bem as técnicas da modelagem em argila. 

Nas suas obras estão presentes os elementos naturais, terra, água, ar e fogo, desde o inicio à finalização. 

Ao longo de décadas tem depurado a técnica de cozedura rakú, com origem no Japão, de tiragem rápida das peças do forno ainda incandescentes, que ao contacto com o ar concede características únicas às obras.  

«Admiro os seres e organismos que a Natureza criou ao longo de milhões de anos, seres muitas vezes conhecidos através dos fósseis, muitas formas ainda surpreendem pela beleza intrínseca à evolução das espécies. São essas formas de peixes, répteis, corais esponjas, e todo esse meio quase desconhecido que me sugere continuamente a criação de formas e de trabalhos relacionados com esse mundo fantástico que é a vida na Terra.»

Descriçäo Imagem
Descriçäo Imagem

Camaleão zebra, raku, 32x54x13 cm, 2021

Chameleon zebra, raku, 32x54x13 cm, 2021

Peixe balão, 41x68,5x43 cm,. 2021

Balloon fish, 41x68,5x43 cm, 2021